Translate

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Como surgiu o Papai Noel




Santa Claus - Wikipédia
Conta à lenda que no século IV, em Myra (onde hoje é a Turquia), morava Nicolau, um rapaz rico, que após a morte de seus pais, tornou-se padre.

Ele vestia-se com roupas vermelhas de capuz e tinha uma barba branca. Nicolau tinha vizinhos pobres; um dia ele encheu um saco com moedas de ouro e jogou-as pelas janelas e lareiras das casas para ajudá-los.

As vezes, as moedas caiam dentro de meias que ficavam penduradas na lareira para secar; após sua morte, Nicolau foi nomeado santo e passou a fazer parte das festas natalinas como o bom velhinho.

Com o tempo, a história de Papai Noel modificou-se. Ele passou a morar no Pólo Norte e a distribuir presentes. Sua lenda muda de país para país e seu nome também.

Conheçam alguns:

Alemanha – Kriss Kringle
Estados Unidos/Canadá: Santa Claus
Finlândia – Joulupukki
Inglaterra – Papa Noel
Chile e Uruguai – Viejito Pascuero

*Que o Natal seja portador de alegres esperanças, renove os nossos sonhos e fortaleça a nossa fé em construir um mundo melhor.

Fonte:  Espaço Via Sol
 
Recomendado para você

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

O que é Agricultura Orgânica?



O conceito de agricultura orgânica surge com o inglês Sir Albert Howard, entre os anos de 1925 e 1930, que trabalhou e pesquisou durante muito anos na Índia. 

Howard ressaltava a importância da utilização da matéria orgânica e da manutenção da vida biológica do solo.

Resumidamente, agricultura orgânica é o sistema de produção que exclui o uso de fertilizantes sintéticos de alta solubilidade, agrotóxicos, reguladores de crescimento e aditivos para a alimentação animal, compostos sinteticamente. 

Sempre que possível baseia-se no uso de estercos animais, rotação de culturas, adubação verde, compostagem e controle biológico de pragas e doenças. Busca manter a estrutura e produtividade do solo, trabalhando em harmonia com a natureza.

Um pouco da história

Segundo Eduardo Ehlers, debaixo do grande guarda-chuva que é o conceito de agricultura alternativa, insere-se a vertente da agricultura orgânica. Debaixo do mesmo guarda-chuva estão as chamadas agricultura natural, biodinâmica e biológica.

No início dos anos 30 alguns cientistas alertaram sobre os equívocos do modelo convencional de produção agrícola (uso de insumos químicos, alta mecanização das lavouras, entre outras práticas) não seria este o modelo que garantiria o futuro das terras férteis.

Após a 2ª Guerra Mundial, os produtos químicos tornaram-se mais conhecidos, conseqüentemente os agrotóxicos começaram a ser utilizados na agricultura convencional. No entanto, até os anos 70, os defensores da agricultura sustentável eram ridicularizados.

A partir dos anos 60, começam a surgir indícios de que a agricultura convencional apresenta sérios problemas energéticos e econômicos e causa um crescente dano ambiental. Neste período várias publicações e manifestações despertaram o interesse da opinião pública. Na década de 80 o movimento cresce, e na de 90 explode. 

Cada vez mais surgem produtores orgânicos até chegarmos ao quadro atual, no qual os orgânicos estão presentes nas gôndolas das grandes redes de supermercados.


 
Recomendado para você

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Em 10 anos Indústria 4.0 deve atingir 21,8% das empresas no BR




Indústria 4.0 deve atingir 21,8% das empresas brasileiras em uma década


A digitalização do processo produtivo industrial deve atingir 21,8% das empresas brasileiras em uma década, mostra pesquisa, divulgada hoje (12) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Atualmente, o percentual é de 1,6%.

A sondagem, que faz parte do Projeto Indústria 2027, avalia a expectativa de 759 grandes e médias indústrias brasileiras e multinacionais em relação à adoção de tecnologias 4.0. O projeto é uma iniciativa da CNI e do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Para a CNI, a atualização da mão de obra será um desafio.

Os números referem-se ao nível mais elevado de conexão da produção – Geração 4 –, com “tecnologias da informação e comunicação (TIC) integradas, fábricas conectadas e processos inteligentes, com capacidade de subsidiar gestores com informações para tomada de decisão”.

A pesquisa estabeleceu classificações de quatro gerações de tecnologias digitais para o desenvolvimento da sondagem. O primeiro nível refere-se a produção pontual de TICs, a segunda geração envolve automação flexível com o uso de TICs sem integração ou parcialmente integradas e a terceira consiste no uso de tecnologias integradas e conectadas em todas as áreas. Leia mais...


Fonte: Agência Brasil

Recomendado para você

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Índice que reajusta aluguel cai 0,68% em 12 meses




Índice usado em contratos de aluguel acumula queda de 0,68% em 12 meses


O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguéis, acumula queda (deflação) de 0,68% em 12 meses, de acordo com a primeira prévia de dezembro divulgada pela Fundação Getulio Vargas (FGV). 

Apesar da deflação acumulada, o IGP-M registrou alta de 0,73% em dezembro, taxa superior ao -0,02% da prévia de novembro. A alta da prévia de novembro para dezembro foi provocada por aumentos nos três subíndices que compõem o IGP-M.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, passou de -0,09% na prévia de novembro para 0,96% na de dezembro. A taxa do Índice de Preços ao Consumidor, que mede o varejo, subiu de 0,03% para 0,30% no período. Já a inflação do Índice Nacional do Custo da Construção subiu de 0,29% para 0,30%.

Fonte: Agência Brasil

Recomendado para você

domingo, 10 de dezembro de 2017

Dia da Declaração Universal dos Direitos Humanos




Eleanor Roosevelt e a Declaração Universal dos Direitos Humanos
O Dia da Declaração Universal dos Direitos Humanos ou Dia Internacional dos Direitos Humanos é comemorado em 10 de dezembro.

A data tem um significado de extrema importância para a história da humanidade e para o modo como as sociedades são constituídas na contemporaneidade. 

A Declaração Universal dos Direitos Humanos garante a todos os seres humanos o direito a liberdade, a vida, a segurança e a dignidade.

Origem da Declaração Universal dos Direitos Humanos

A Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH) começou a ser pensada logo após o fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945. O mundo ainda sofria com as consequências bárbaras e violentas da guerra.

Os lideres mundiais se reuniram e prometeram fazer com que a humanidade nunca mais tivesse que presenciar atrocidades como as que haviam sido registradas nas duas grandes Guerras Mundiais. Para isso, criaram ainda em 1945, ano em que a 2º Guerra Mundial chegou ao fim, a Organização das Nações Unidas - ONU.

Durante a primeira Assembleia Geral da ONU, em 1946, já foi apresentado um rascunho sobre o que viria a se tornar um "esboço preliminar" da Declaração Universal dos Direitos Humanos, em 1947.

No dia 10 de dezembro de 1948, a Declaração Universal dos Direitos Humanos foi apresentada e proclamada durante a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas.

Em 1950, a ONU oficializou a data como homenagem ao dia histórico para os direitos da humanidade.

Fonte: calendarr.com

Recomendado para você

sábado, 9 de dezembro de 2017

Tradições natalinas ao redor do mundo




A palavra natal do português já foi nātālis no latim, derivada do verbo nāscor que tem sentido de nascer. De nātālis do latim, evoluíram também natale do italiano, noël do francês, nadal do catalão, natal do castelhano, sendo que a palavra natal do castelhano foi progressivamente substituída por navidad, como nome do dia religioso. 

Já a palavra Christmas, do inglês, evoluiu de Christes maesse ('Christ's mass') que quer dizer missa de Cristo.

Natal ou Dia de Natal é um feriado e festival religioso cristão comemorado anualmente em 25 de dezembro (nos países eslavos e ortodoxos cujos calendários eram baseados no calendário juliano, o Natal é comemorado no dia 7 de janeiro). 

A data é o centro das festas de fim de ano e da temporada de férias, sendo, no cristianismo, o marco inicial do Ciclo do Natal, que dura doze dias.

Originalmente destinada a celebrar o nascimento anual do Deus Sol no solstício de inverno (natalis invicti Solis), a festividade foi ressignificada pela Igreja Católica no século III para estimular a conversão dos povos pagãos sob o domínio do Império Romano e então passou a comemorar o nascimento de Jesus de Nazaré.¹

As tradições envolvidas na comemoração do Natal são muito antigas e foram se renovando no decorrer dos séculos. Durante esse tempo algumas culturas acabaram marcando suas festividades natalinas com aspectos regionais. 

Conheça algumas das tradições natalinas ao redor do mundo:

Tradições de natal na Suécia

- Nos países escandinavos o Natal tem seu início em 13 de Dezembro, data em que se comemora o dia de Santa Luzia. Nas festividades desse dia existem tradições natalinas muito peculiares como uma procissão em que as pessoas carregam tochas acesas. De resto, as tradições de Natal suecas são muito parecidas com as do resto do ocidente. 

Tradições de Natal na Finlândia

- Na Finlândia há a estranha tradição natalina de freqüentar saunas na véspera de Natal. Outra tradição natalina na Finlândia é visitar cemitérios para homenagear os entes falecidos.


Tradições de Natal na Rússia

- Na Rússia o Natal é comemorado no dia 7 de janeiro,13 dias depois do Natal ocidental. Uma curiosidade é que, durante o regime comunista, as Árvores de Natal foram banidas da Rússia e substituídas por árvores de ano novo. Segundo a tradição natalina dos russos, a ceia deve ter muito mel, grãos e frutas, mas nenhuma carne.

Tradições de Natal no Japão

- No Japão, onde só 1% da população é cristã, o Natal ganhou força graças à influência americana, depois da segunda guerra. Por questões econômicas, os japoneses foram receptivos com algumas tradições, como a ceia de Natal, o pinheirinho e os presentes de Natal.

Tradições de Natal na Austrália

- Na Austrália o Natal é usado para lembrar as raízes britânicas do país. Tal como na Inglaterra, a ceia de Natal inclui o tradicional peru e os presentes de Natal são dados na manhã do dia 25. Uma curiosidade: devido ao calor alguns australianos comemoram o Natal na praia.

Tradições de Natal no Iraque

- Para os poucos cristãos residentes no Iraque a principal tradição natalina é uma leitura da bíblia feita em família. Há também o “toque da paz”, que segundo a tradição natalina do Iraque, é uma benção que as pessoas recebem de um padre.

Tradições de Natal na África do Sul

- O Natal na África do Sul acontece durante o verão, quando as temperaturas podem passar dos 30 graus. Devido ao calor, a ceia de Natal acontece em uma mesa colocada no jardim ou no quintal. Tal como na maioria dos países, tradições como Árvores de Natal e presentes de Natal são quase obrigatórias.

Tradições de Natal na Inglaterra

- Na Inglaterra as tradições natalinas são levadas muito à sério. Não é à toa, já que o país comemora o Natal há mais de 1000 anos. Presentes de Natal,  pinheirinhos decorados e músicas natalinas são mais comuns na Inglaterra que em qualquer outro país do mundo.

Fonte: 1- Wikipedia / Internet / Várias fontes / Autoria desconhecida

Recomendado para você

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Pele Eletrônica


Pele Eletrônica - Curativos eletrônicos vão monitorar e cuidar da saúde


Em Agosto de 2011, a equipe do professor John Rogers, um pioneiro no campo da eletrônica flexível, apresentou uma "pele eletrônica" para monitorar a saúde. Agora essa tatuagem eletrônica ficou ainda melhor: além de ler dados do paciente, o circuito eletrônico flexível também pode atuar sobre o corpo humano.

Como passou a ser ativa, os pesquisadores rebatizaram a tatuagem eletrônica de eletrônica epidérmica. Ela permite o controle de próteses robotizadas e a estimulação muscular, em tarefas de reabilitação e fisioterapia, podendo até mesmo evitar a perda muscular de pacientes que ficam muito tempo deitados.

Eletrônica epidérmica

Os circuitos da eletrônica epidérmica, ou eletrônica epidermal, são aplicados diretamente sobre a pele, como as tatuagens usadas pelas crianças, usando água e descolando-se de um plástico de suporte. Um spray especial protege o circuito da água, permitindo que a pessoa faça suas atividades normalmente. 

Com a espessura de um fio de cabelo humano, cada circuito é fino o bastante para que a pessoa não sinta o equipamento sobre a pele. Se for necessário ficar com a pele eletrônica por muito tempo, ela pode ser coberta por uma tatuagem decorativa reversível.

Exames sem fios

A grande vantagem da eletrônica epidérmica é a eliminação da fiação que normalmente liga o paciente aos aparelhos durante exames como eletroencefalograma, eletrocardiograma e eletromiograma.

"A tecnologia pode ser usada para monitorar as atividades do cérebro, coração ou músculos de forma completamente não-invasiva, enquanto o paciente está em casa," disse o Dr. Rogers. Segundo ele, o próximo melhoramento será incorporar comunicação WiFi aos circuitos flexíveis, permitindo que os resultados das leituras sejam transmitidos automaticamente para o médico.

Fonte: Diário da Saúde | Portal do Consumidor

Desde 2011 houve grandes avanços na área e agora, cientistas japoneses, estão desenvolvendo a pele eletrônica mais fina do mundo, veja no vídeo abaixo:
 

Recomendado para você

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

O mito dos anéis das latas de alumínio




Mas nem só de mitos vivem os anéis da latinha de alumínio. É verdade, por exemplo, que eles são recicláveis, no entanto, não podem ser reciclados separadamente das latinhas.

Há boatos de que uma determinada quantidade de anéis de alumínio pode ser trocada por diversos equipamentos como cadeiras de roda ou sessões de hemodiálise, entre outras coisas. Isso não passa de um mito, pois até hoje não houve nenhuma comprovação da campanha, instituição ou movimento em todo o Brasil que promova tal troca.

No passado, houve promoções das empresas envasadoras, como a Coca-Cola, que promovia trocas de brindes pelos anéis. Estes anéis tinham o objetivo unicamente de promover a marca, não tendo utilidade para a reciclagem de latas de alumínio.

Alguns artistas plásticos, também as utilizam para produzir suas peças.

O lacre propriamente dito não tem valor comercial para a reciclagem, somente em conjunto com a lata é que há o valor. Por este motivo, foi inventado o sistema "stay-on-tab", para que o lacre não se solte da lata.

Mas nem só de mitos vivem os anéis da latinha de alumínio. É verdade, por exemplo, que eles são recicláveis, no entanto, não podem ser reciclados separadamente das latinhas. Por isso, recicle a lata inteira, não somente o anel. 

Fonte: http://www.compam.com.br/lacres.htm

Recomendado para você

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Memória mnemonica




Sua memória pode ficar tão boa quanto a de um campeão de memorização, garantem cientistas
por Helen Briggs, da BBC

É possível melhorar a memória de uma pessoa e torná-la tão boa quanto a de um campeão mundial de memorização. Pelo menos é o que garantem cientistas holandeses, que garantem ainda existir um método simples para isso.


Exames indicaram que os cérebros de pessoas com memória prodigiosa não têm nada de especial em termos de anatomia, mas apresentam variações nas suas conexões. Diante disso, os neurocientistas holandeses treinaram pessoas para que se tornassem tão boas quantos os campeões mundiais de memorização.

Elas conseguiram se lembrar de longas listas de nomes rapidamente e apresentaram padrões de conexões cerebrais similares aos dos "profissionais".

"Ter uma boa memória é algo que se pode aprender e para o qual se pode treinar", disse Martin Dresler, do Centro Médico da Universidade de Radboud, na Holanda.

Dresler comandou uma investigação que escaneou cérebros de 23 vencedores do World Memory Championships (o Campeonato Mundial de Memória, realizado anualmente desde 1991), uma competição de esporte mental em que os concorrentes memorizam o máximo de informação possível em um determinado período de tempo.

Os resultados foram publicados na conceituada revista científica Neuron, especilizada em neurociência. Leia mais...



Recomendado para você

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Natal: Origem e Curiosidades




Celebrações durante o inverno já eram comuns muito antes do Natal ser celebrado no dia 25 de Dezembro. Antes do nascimento de Jesus, a história do Natal tem início com os europeus, que já celebravam a chegada da luz e dos dias mais longos ao fim do inverno. Tratava-se de uma comemoração pagã do “Retorno do Sol”.



Na verdade, no início da história do Natal, esta era uma festividade sem data fixa celebrada em dias diversos em cada parte do mundo. No século IV d.C, o então Papa Julius I muda para sempre a história do Natal escolhendo o dia 25 de Dezembro como data fixa para a celebração das festividades. A idéia era substituir os rituais pagãos que aconteciam no Solstício de Inverno por uma festa cristã.

No ano de 1752, quando os cristãos abandonaram o calendário Juliano para adotar o Gregoriano, a data da celebração do Natal foi adiantada em 11 dias para compensar esta mudança no calendário. Alguns setores da Igreja Católica, os chamados “calendaristas”, ainda festejam o Natal em sua data original, antes da mudança do calendário cristão, no dia 7 de Janeiro.

A História do Natal ao redor do mundo: algumas curiosidades

A história do Natal é controversa desde o início. Muitas das celebrações que deram origem ao feriado cristão eram práticas pagãs e, por isso, eram vistas com maus olhos pela Igreja Católica. Hoje, as tradições de natal diferem de acordo com os costumes de cada país.

O final do mês de Dezembro era a época perfeita para celebrações na maior parte da Europa. Neste período do ano muitos do animais criados nas fazendas eram mortos para poupar gastos com alimentação durante o inverno. Para muitas pessoas esta era a única época do ano em que poderiam dispor de carne fresca para sua alimentação. Além disso, a cerveja e o vinho produzidos durante o ano estavam fermentados e prontos para o consumo no final do inverno.

Muito antes do cristianismo, os suíços já celebravam o "midvinterblot" ao final do inverno. A comemoração acontecia em locais específicos para a realização de cultos, com sacrifícios humanos e animais. Por volta de 1200 a.C, uma grande mudança na história do natal na Suíça, que passa a homenagear seus deuses locais nesta data.

Achou interessante? Então você também pode se interessar por ler a interpretação mística do Natal e a origem da milenar comemoração do Natal. Boas Festas! ✨


Recomendado para você

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Dia Mundial da Propaganda




O Dia Mundial da Propaganda é comemorado anualmente em 4 de dezembro - A propaganda é uma das ferramentas primordiais para a sobrevivência de um negócio, seja comercial, de bens ou de serviços. Afinal, como já diz o famoso ditado: “a propaganda é a alma do negócio”.

Os profissionais que trabalham nesta área devem explorar a criatividade e a informação como “armas” para conseguir conquistar e persuadir os clientes finais (consumidores) a comprarem os produtos, serviços e imagens que estão a vender.

A propaganda é muito importante para a economia, pois incentiva a competição entre as empresas, que buscam criar sempre produtos e serviços mais apelativos para o consumo. Atualmente, a propaganda pode ser aplicada em diversos meios de comunicação, como a televisão, o rádio, os jornais, a internet e etc.

No Brasil, os profissionais da área ainda comemoram outras datas, como o Dia do Publicitário (1 de fevereiro) e o Dia do Profissional da Propaganda (17 de outubro).

Origem do Dia Mundial da Propaganda

Esta data foi criada em homenagem ao primeiro congresso que reuniu profissionais ligados à publicidade e propaganda, em 4 de dezembro de 1936, na cidade de Buenos Aires.

Em 1937, esta data passou a ser celebrada como o Dia Pan-Americano da Propaganda. O reconhecimento como o Dia Mundial da Propaganda chegou apenas a partir de 1970.

Fonte: calendarr.com

Recomendado para você

Pequenos refugiados contam suas histórias e sonhos em livros




Crianças refugiadas no Brasil publicam livros contando suas histórias e sonhos
por Ludimilla Souza para AG Brasil

Os sonhos, pensamentos e desenhos de 22 crianças refugiadas no Brasil agora viraram livro. Entre as autoras está a síria Shahad Al Saiddaoud, de 12 anos. "A paz começa com um sorriso no rosto. Quero meu país, a Síria, feliz, sem guerras", deseja ela. Suas irmãs Yasmin, 7, e Razan, 5, também participam da coleção, mas com desenhos que ilustram a alegria de estar no Brasil, longe da guerra civil que devasta a Síria há seis anos. Segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), 5 milhões de sírios deixaram sua terra natal.



Refugiadas junto com seus pais no Brasil, Shahad, Yasmin e Razan e também outras 19 crianças, de 5 a 13 anos, puseram seus sonhos no papel e a partir de agora compartilham suas histórias e emoções na primeira coleção de livros infantis escritos por crianças refugiadas lançada no país.

“No livro falo sobre meu sonho, sobre a Síria, sobre meus parentes, eu queria todo mundo feliz na Síria, não queria guerra. Esse é meu sonho, queria todo mundo em paz”, emociona-se Shahad, que está há pouco mais de um ano no Brasil. Já as irmãs falam pouco o português ainda, mas afirmam que gostaram de participar da coleção. Já Shahad, quer escrever outro livro. “Quero fazer uma ficção agora”, adianta.


O projeto é resultado da parceria da AlphaGraphics, empresa de impressão digital, com o Instituto de Reintegração do Refugiado (Adus) e a Estante Mágica, que atua com projetos editoriais pedagógicos voltados a crianças. “Virou mais do que um projeto, virou um sonho", conta um dos idealizadores da coleção de livros, Rodrigo Abreu, conselheiro do Adus e CEO da AlphaGraphics Brasil. Leia mais...

Fonte: EBC | Agência Brasil

Recomendado para você

domingo, 3 de dezembro de 2017

‘A política é, antes de tudo, serviço’, diz o Papa Francisco




‘A política é, antes de tudo, serviço’ - A afirmação do Papa Francisco foi feita em vídeo-mensagem aos participantes de evento latino-americano sobre a participação dos católicos na política

O Papa Francisco enviou uma vídeo-mensagem aos participantes do Encontro com Católicos com Responsabilidades Políticas a Serviço dos Povos Latino-americanos, realizado em Bogotá, na Colômbia, entre os dias 1º e 3, com o tema: “Participação dos Leigos católicos na vida política”. Este encontro é promovido pela Comissão para a América Latina (CAL) e pelo Conselho Episcopal Latino-americano (CELAM). O Arcebispo de São Paulo, Cardeal Odilo Pedro Scherer, membro da CAL, também participa do evento.

O Papa inicia sua Mensagem com uma citação dos seus Predecessores, que se referiam à política como uma “alta forma de caridade”, ou seja, um serviço inestimável de dedicação ao bem comum da sociedade.

De fato, frisa o Papa, “a política é, antes de tudo, serviço”, não de ambições e interesses pessoais ou de prepotência de facções nem de autocracia e totalitarismos. Sabemos - recordou – que “Jesus veio para servir e não para ser servido”. Seu exemplo deve ser seguido também pelos políticos.

Trata-se de um serviço, - explicou Francisco – que, às vezes, requer sacrifício e dedicação dos políticos, a ponto até de serem considerados “mártires” do bem comum.

O ponto de partida deste serviço, que requer constância, esforço e inteligência, - destacou o Papa – é o bem comum, visto como instrumento de crescimento, de direito e de aspirações das pessoas, das famílias e da sociedade em geral.

É claro que o serviço não deve se contrapor ao poder, mas o poder deve tender ao serviço, para não haver degeneração. Por isso, é preciso cultivar o verdadeiro senso interior da justiça, do amor e do serviço.

Por outro lado, disse o Pontífice, “sentimos a necessidade de reabilitar a dignidade da política”. Aqui, referindo-se à América Latina, o Papa recordou o grande descrédito popular em relação à política e aos partidos políticos, por causa da corrupção, como também a falta de formação e inclusão de novas gerações políticas, para prestar, com paixão, serviço aos povos. Leia mais...


Fonte: ARQUISP / NOTÍCIAS

Recomendado para você

sábado, 2 de dezembro de 2017

Nozes contém antioxidantes de qualidade e em alto nível




Alimentação saudável - Antioxidantes fazem de nozes as frutas oleaginosas

Uma pesquisa feita nos Estados Unidos revelou que, entre as frutas oleaginosas, são as nozes as mais recomendadas para uma dieta saudável por conter o mais alto nível e a melhor qualidade de antioxidantes – substâncias que ajudam a prevenir doenças. 

Segundo o estudo, um punhado de nozes contém duas vezes mais antioxidantes que um punhado de castanhas, amêndoas, amendoins, pistaches, avelãs, castanhas-do-Pará, castanhas de caju, macadâmias ou nozes-pecã. Além disso, os antioxidantes presentes nas nozes têm maior qualidade e potência do que os dos outros frutos secos analisados.

A pesquisa - conduzida por um cientista da Universidade de Scranton, na Pensilvânia (Nordeste dos Estados Unidos) - também concluiu que os antioxidantes encontrados nas nozes são entre duas a 15 vezes mais poderosos do que os da vitamina E, também conhecida pelo seu benefício antioxidante. O estudo foi divulgado em um encontro da Sociedade Química Americana, realizado na cidade de Anaheim, na Califórnia (oeste do país).

Nutritivos 

Os antioxidantes impedem reações químicas que ocasionam mudanças na estrutura molecular das células do corpo. Segundo o pesquisador Joe Vinson, que liderou o estudo, todas as frutas oleaginosas têm boas qualidades nutricionais. Elas contêm proteínas de alta qualidade, muitas vitaminas, minerais e fibras. 

Pesquisas anteriores demonstraram que o consumo regular de pequenas quantidades de frutas oleaginosas pode reduzir o risco de doenças cardíacas, alguns tipos de câncer, diabetes tipo 2 e outros problemas de saúde.

Mas Vinson diz que as porções dessas frutas consumidas devem ser pequenas. Sete ao dia são o suficiente para obter os benefícios para a saúde descobertos nos estudos. O pesquisador disse ainda que há outra vantagem em escolher as nozes como fonte de antioxidantes. "O calor dos frutos torrados geralmente reduz a qualidade dos antioxidantes, mas as pessoas geralmente comem as nozes cruas. Por isso, elas são mais eficientes", explicou.

Fonte: Portal do Consumidor


Recomendado para você

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...